A moda africana ganha destaque nas passarelas da SPFW

A

A cultura africana, sua história, cores e significados toma conta de vários setores da indústria. A estética do continente é emprestada a itens de decoração e vestuário, vira referência e ganha status de “objeto desejo”.  A tendência é tão forte que já tem até evento próprio, como o Black Fashion Week, que acontece em cidades como Paris, Lisboa e Londres. A energia presente em cada criação encanta todas as partes do mundo, e a maior semana de moda do Brasil, não poderia ficar de fora dessa tendência. Nas passarelas do São Paulo Fashion Week Verão 2016, estilistas de cinco países africanos foram convidados a exibir suas coleções em um desfile coletivo, que recebeu o nome de Africa Africans, uma referência a exposição que será inaugurada no dia 25 de maio, Dia Mundial da África, no Museu Afro Brasil. 

Com a curadoria do nigeriano Andy Okoroafor, o desfile reuniu a visão de moda de diferentes países do continente como a Africa do Sul (Palesa Mokubung), Nigéria (Amaka “Maki” Osakwe ), Quênia ( Jamil Walji) , Mali (Xuly Bët) e Imane Ayissi (Camarões). Na passarela, paletas sóbrias com tons em marrom, preto, branco e cinza, contrastavam com coleções compostas por cores mais vibrantes como verde, roxo, vermelho, rosa e azul.  Quem pensou que só iria ver estampas poderosas e muitas cores, se surpreendeu, o minimalismo também estava presente com tecidos fluidos, fendas e recortes geométricos. Quando o assunto é beleza, as modelos, todas negras, exibiam sombras chamativas e pele muito bem iluminada. O famoso “make nada” com toda a personalidade e charme africano.

O evento faz parte da programação especial de comemoração de 20 anos da SPFW, e as peças desfiladas podem ser vistas de perto na exposição que ficará entre 25 de maio e 30 de agosto no no Museu Afro Brasil, no Parque do Ibirapuera.

 

 

 

 

 

 

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO