Colorindo os pelos das axilas

A atitude parece bizarra, mas pare pra pensar um pouquinho. Os homens, podem posar cheios de atitude em qualquer revista de moda, e ninguém vai achar bizarro que eles revelem os pelos das axilas. Para as mulheres, na maior parte das culturas, depilar as axilas desde o momento em que os primeiros pêlos começam a aparecer na adolescência, é praticamente uma regra imposta pelo padrão de beleza. “Revelar esses pêlos pode incitar reações de nojo e até de repulsa em muitas pessoas. Algo tão imposto pela cultura da beleza no Brasil, por exemplo, que uma mulher que deixa os pelos grandes aparecerem pode sofrer preconceito”, diz a especialista em depilação a laser, Cristiane Tivanello, da Clínica Equilibrio, de Florianópolis, onde realiza depilação definitiva em pacotes que podem custar até 750 reais.

Para provocar uma reflexão do quanto vivemos num mundo de imposições sociais, mulheres americanas estão colorindo os pelos das axilas, e postando nas redes sociais. A atitude provocadora é também uma bandeira feminista contra a imposição de padrões de beleza. A cantora Mile Cyrus aderiu à idéia e chegou a postar no seu instagram @milecyrus, uma foto com os pelos coloridos de pink, obtendo 396 mil likes e mais de 30 mil comentários.

O fotógrafo inglês Ben Hopper @therealbenhopper acredita que mostrar os pelos das axilas é uma atitude sexy. Para criar a série “Natural Beauty” ele fotografou 20 mulheres em poses onde elas revelam os pêlos ao natural. “Da mesma forma como você não vê muitas mulheres fazendo topless hoje em dia, a atitude de mostrar os pelos das axilas é incomum e excitante”, diz o fotógrafo.

Há 5 anos, a americana Roxie Hunt, deixou os pelos crescerem e resolveu pintá-los de azul. Ao lado da parceira Rain Sissel, ela criou um site de empoderamento feminino chamado FREE YOUR PITS. O site deu origem à um movimento internacional que acabou se transformando numa espécie de manifesto, para mostrar que a atitude pode ser uma escolha e um modo de expressão feminino, num mundo onde as mulheres já sofrem duras penas para se enquadrarem aos padrões de beleza vigentes.

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO