Desabotoando a moda‏

C

Pequeno ou grande. Básico ou um exemplar de arte. Quem de nós já não sentiu a força de um simples botão numa roupa, ou a falta dele? Se você é como eu que adora um botão, que pode se perder num armarinho por horas, fazendo a “terapia dos botões”como quem cata conchinhas na beira da praia, não pode perder a exposição “Déboutonner la Mode” – Desabotoando a Moda, que acontece até o dia 19 de julho, no Museu das Artes Decorativas, em Paris.

A exposição é uma verdadeira viagem pela da história da moda e das artes através de uma seleção de 3000 mil botões e 100 roupas, masculinas e femininas, escolhidas entre alguns dos mais célebres criadores de moda, como Paul Poiret, Elsa Schiaparelli, Christian Dior e Jean Paul Gaultier.

Os botões são verdadeiras obras de arte criadas por bordadeiras, vidreiros, ceramistas, ferreiros e pintores desde o século XVIII até os dias atuais. Na exposição o visitante vai descobrindo aos poucos a força do botão como reflexo da criatividade e do humor de uma época. Há peças que carregam até mensagens políticas como fotos da realeza e da queda da Bastilha.

Com origem que data o século XIII o botão, ao logo dos tempos, tem seu lugar garantido no guarda roupa moderno. Como artigo de luxo ou popular, não dá para negar, um botão pode fazer toda a diferença no equilíbrio de uma roupa.

Confira baixo o vídeo da exposição, em Paris.

 

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO