Esporte na moda

featured

Tecidos tecnológicos, peças utilitárias e shapes do universo esportivo são algumas das principais apostas para o verão 2013.  A onda pegou carona nos jogos olímpicos de Londres e invadiu as passarelas das principais semanas de moda nacionais e internacionais, tudo com muita sofisticação.

Parceria campeã entre esporte e moda não é nenhuma novidade.  No inicio dos anos setenta, a estilista americana Norma Kamali decidiu utilizar o moletom, material até então usado apenas para a prática do esporte, para confecção de roupas de uso diário, a ideia caiu no gosto popular.

Com o boom da ginastica aeróbica, em 1980, a tendência se confirmou a chamada geração saúde, que se inspirava nos uniformes das mais variadas modalidades esportivas na hora de se vestir. A partir daí, os códigos das grandes marcas esportivas passaram a ser transformados, reinterpretados e até ironizados pelos estilistas.

Na última temporada de desfiles nacionais, a grife Osklen foi ousada e até brincou com a tendência esportiva, levando para a passarela um macacão de neoprene, rebordado com pedrarias.

Apesar de nunca ter deixado de fazer parte do universo fashion, foi recentemente, em 2011, que o esporte ganhou destaque nas passarelas e virou febre nas ruas novamente. Tudo começou quando a estilista francesa Isabel Marrant lançou, em sua coleção de verão, uma nova versão do sneaker. O tênis, que possui um salto embutido, conquistou as mulheres principalmente por unir conforto, feminilidade e estilo em uma peça só.

O que se vê nas passarelas, é que os estilistas foram buscar no guarda-roupa esportivo um pouco da praticidade e do conforto, mas com muito brilho e refinamento.

E são as jaquetas, de inspiração esportiva,  um dos grandes destaques das passarelas. Na coleção da Osklen, elas aparecem metalizadas, com zíperes aparentes, bolsos utilitários e até capuz. Na passarela de Tufi Duek, elas ganham feminilidade, com detalhes de transparências, amarrações e rendas.

Outro item do guarda-roupa esportivo que domina as coleções de verão é o shorts. No desfile da estilista Juliana Jabour, por exemplo, o modelo surge com forte referência ao uniforme de corrida, com laterais arredondadas. Nos bodys da Ellus, a inspiração esportiva vem do fundo do mar, com mergulhadores.

Calças folgadas surgem com recortes anatômicos e tecidos telados que relembram as roupas usadas para praticar esportes. No desfile da Animale, a grande aposta são as calças de amarrar e as leggins, tudo com uma modelagem contemporânea  de roupa fitness.

Camisetões, parkas e até mesmo os agasalhos em moletom ganham agora uma tradução mais elegante para o dia a dia e até noites badaladas, como no desfile da Coca-Cola Clothing.

Curtinhos ou compridos, com tecidos leves ou mais estruturados, não importa. O macacão ganhou destaque nos desfiles das principais semanas de moda pela versatilidade. O estilista americano Alexander Wang, apresentou pecas com shapes colados, zíperes e detalhes em transparências.

A francesa Isabel Marrant mantém a pegada esportiva de sua marca e lanca uma coleção com muitas jaquetas utilitárias, que ganharam, shorts e vestidos. Já a estilista inglesa Stella Mccartney, exibiu minivestidos esportivos em sua nova coleção, que mesclaram austeridade e feminilidade. Sua pegada esportiva é tao forte que a designer criou, inclusive, os  uniformes dos atletas ingleses para os jogos olímpicos de Londres.

Para ficar em dia com a moda, sem ficar caricato, é preciso saber contrapor as referências esportivas com um look mais sofisticado. O ideal é fazer um mix entre peças despretensiosas, com outras mais elegantes, como as de alfaiataria. Para deixar os looks mais femininos abuse dos acessórios, scarpins e sneakers são dois ótimos exemplos disso, pois dao um up em qualquer visual. O jogo está lançado. Na temporada de calor, abuse do conforto, das cores e, acima de tudo, da sofisticação.

 

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.