Kikoy: a canga com bossa africana

girafaglau

Cansada das velhas cangas de viscose que invadiram as praias brasileiras com cenas do Rio de Janeiro ou com os desenhos coloridos do pintor Romero Britto? Cansada das cenas tropicais estampadas com tucanos e folhagens? Eu preciso confessar que sim, cansei! Não que eu não goste das estampas tropicais, eu adoro. Mas tudo ficou tão óbvio que depois da overdose das estampas nas vitrines de norte a sul do país, tudo o que a gente quer é menos. Menos por favor! Em busca de um sopro de elegância discreta e com desejo de 100% algodão me encantei pelos Kikoys e resolvi dar um google para saber mais sobre o assunto. Foi através da minha filha, Renatha Flores, com sua marca de moda social L’Afrikana, que descobri o que os ingleses já descobriram há muito tempo, no Quênia.

Em, primeiro lugar é bom saber que o Quênia, como a India, foi colonizado pelos ingleses e ficou independente somente em 1963. Como as saias escocesas, o Kikoy, esse pedaço de tecido amarrado nos quadris foi inicialmente usado pelos homens da costa oeste da África. Sua origem é atribuída, provavelmente, a alguma peça utilizada pelos mercadores árabes que aportavam na costa africana. Hoje ele pode ser encontrado principalmente na Tanzânia e no Quênia e virou símbolo de uma cultura de safaris, alegre e exuberante.  

Pode ser usado como toalha na areia, na sauna, em piqueniques e como canga de praia. Tramado em algodão fino, com listras multicoloridas nas barras, há Kikoys que levam estampas em serigrafia de animais africanos. São leões, girafas, tigres inteiros, sem muito exagero e com muita elegância. Uma bossa africana que bem que podia dar mais pinta por aqui.

Quer comprar Kikoys? No site www.lafrikana.com você escolhe o seu e ainda ajuda uma causa social.
Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO