Luiza Brunet e o poder da mulher de 50

M

Ela foi uma das modelos de maior sucesso dos anos 80. Com sua beleza bem brasileira, corpo perfeito e uma personalidade alegre e marcante, Luiza Brunet, já passou de meio século de vida e fala abertamente que tem 53 anos bem vividos e diga-se de passagem, bem conservados. Continua linda, atraente e mais bem humorada do que nunca. Luiza representa uma nova geração de mulheres que tem uma auto estima elevada, cuida da mente e do corpo com disciplina e que envelhece sem drama e sem ficar querendo parecer garotinha ou mesmo senhorinha.

Luiza faz parte de uma geração que vem sendo chamada de baby boomers, que nasceu no pós guerra e que está se aposentando agora. São mulheres maduras que começam a mandar no mercado de consumo. Segundo a empresa inglesa de análise Oxford Economics elas somam 1,5 bilhão de pessoas no mundo e gastam 7 trilhões de dólares por ano. O valor é superior ao PIB de muitos países e só perde para o da China e dos Estados Unidos. Para o universo da moda que sempre orbitou em torno do culto da juventude ou do desejo de se manter jovem Luiza é um exemplo de que o mundo mudou mesmo. Mulheres que sabem o que querem, que envelhecem com um nível educacional e poder aquisitivo jamais vistos. E que se sempre consumiram, na velhice,  vão continuar consumindo mais e melhor.

M

Confira um ping-pong com Luiza Brunet no Minas Trend

Samira Campos: A moda é democrática para mulheres de 50?

Luiza Brunet: De jeito nenhum!  Acho que a moda não é democrática para nenhuma idade, nem pra 16, nem pra 36 ou 56. Sempre falo que a moda é aquela que você veste e que você olha no espelho e diz, ok, tá bacana!  Você tem que conhecer o seu corpo e usar o que cai bem pra você.

Samira: O que ela não pode aos 50?

Luiza: Biquini de lacinho e mini saia para uma mulher de 50 anos, nem pensar! Por melhor corpo que ela tenha é sempre demais! risos

Samira: O que as mulheres de 50 em geral conquistam com a idade?

Luiza: Elas estão mais poderosas, trabalham, cuidam da família e são muito diferenciadas.

Samira: Você mudou o seu perfil de consumo nos últimos anos?

Luiza: Eu nunca fui muito consumista, mas, cada vez mais eu faço melhores escolhas a longo prazo, ou seja, eu sempre adquiro peças de vestuário, bolsas clássicas que eu posso usar durante mais tempo.

Samira: Agora, você restringiu teu consumo ou gasta mais do que antes?

Luiza: Eu acho que eu gasto mais por quê eu invisto em peças de melhor qualidade. E, peças de melhor qualidade custam mais caro, mas na compensação, a longo prazo, é um bom negócio! Risos

Samira: Você acha então que a mulher de 50 está mandando no mercado?

Luiza: Sem a menor dúvida! A mulher de 50 é quem está mandando no consumo do planeta! risos

Por SAMIRA CAMPOS

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO