Oestúdio

Oestudio  - Fashion RIo Inverno 2013
  • oestudio-fashion-rio-i13_24

  • oestudio-fashion-rio-i13_23

  • oestudio-fashion-rio-i13_22

  • oestudio-fashion-rio-i13_21

  • oestudio-fashion-rio-i13_20

  • oestudio-fashion-rio-i13_19

  • oestudio-fashion-rio-i13_18

  • oestudio-fashion-rio-i13_17

  • oestudio-fashion-rio-i13_16

  • oestudio-fashion-rio-i13_15

  • oestudio-fashion-rio-i13_14

  • oestudio-fashion-rio-i13_13

  • oestudio-fashion-rio-i13_12

  • oestudio-fashion-rio-i13_11

  • oestudio-fashion-rio-i13_10

  • oestudio-fashion-rio-i13_09

  • oestudio-fashion-rio-i13_08

  • oestudio-fashion-rio-i13_07

  • oestudio-fashion-rio-i13_05

  • oestudio-fashion-rio-i13_06

  • oestudio-fashion-rio-i13_04

  • oestudio-fashion-rio-i13_03

  • oestudio-fashion-rio-i13_02

  • oestudio-fashion-rio-i13_01

Com o tema “What you see is what you get”, o coletivo de designers Oestúdio trouxe para a passarela uma coleção desenvolvida em cima de peças já desfiladas, que apareceram reformadas, como uma blusa de tricô que vira saia. O shape apareceu solto ao corpo com a ajuda de peças assimétricas, cheias de pregas e drapeados. O desfile foi quase todo em preto e grafite, mas estampas gráficas coloridas surgiram paraa quebrar a cartela de cores escuras em alguns modelos.

Por JULIA LINDNER

<iframe src=”http://player.vimeo.com/video/68877821″ width=”610″ height=”343″ frameborder=”0″ webkitAllowFullScreen mozallowfullscreen allowFullScreen></iframe>

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.