Soraia Zonta, a catarinense que conquista o Brasil e o mundo com cosméticos naturais

Ela acaba de receber o prêmio Ecoera como Jovem Empreendedora da Beleza, em SP. Soraia Zonta, 33 anos, proprietária da marca Bioart Cosméticos com sede na Grande Florianópolis, SC, vive um momento de glória e reconhecimento. O prêmio é promovido por Chiara Gadaleta, colunista da Vogue Brasil e idealizadora do Ecoera, um projeto que tem como propósito valorizar iniciativas sustentáveis na moda brasileira.

A primeira vez que ouvi falar no nome Soraia Zonta e na Bioart, foi em Paris, em setembro desse ano. No comando de uma missão internacional de beleza pelo Sebrae/SC, tive a sorte e a alegria de conhecer Soraia. Sentada ao meu lado, no trem que partia em direção à Grasse, capital da perfumaria francesa, Soraia era uma alma meiga, de pele dourada levemente maquiada, cabelos ruivos e ondulados com uma voz doce e idéias firmes, sobre o propósito da sua marca de cosméticos, a Bioart, marca brasileira com o selo Ecocert reconhecida na França, mercado considerado como um dos mais exigentes e fechados da perfumaria e cosmética mundial.

No trem, em mais de quatro 4 horas de conversa agradável compartilhando queijos e vinhos com uma turma animada de empresários da beleza de Santa Catarina, Soraia foi me contando um pouco de sua história. A jovem menina de Canelinha que adorava se maquiar desde os 5 anos de idade, tinha a pele alérgica a intolerante aos ingredientes sintéticos. Jovem adolescente não encontrava no mercado produtos naturais e orgânicos que pudessem servir também como um alimento para a pele. “Eu comecei a Bioart por uma questão de necessidade. Eu tinha o sonho de ter um SPA e tratar rosto e corpo com elementos naturais, como argila, plantas medicinais e óleos essenciais. É nisso que acredito! Eu não acredito em produtos artificiais. Eu acredito muito nos benefícios da natureza”, revela ela, enquanto a paisagem na janela do trem nos seduzia com seus campos de lavanda e cidadezinhas medievais. Afinal, era ali, na Provence francesa que frades beneditinos começaram a colher nos campos as ervas e os cheiros que até hoje são a base da perfumaria mundial.

A argila é um dos pontos fortes da Bioart. “Eu já vi muita gente ser curada de doenças e outros problemas de pele com boas argilas. Quando eu comecei as pessoas não acreditavam ainda, para elas a argila era considerada simplesmente barro”, diz Soraia. O resultado dessa crença fez com que a Bioart se transformasse na única marca de cosméticos do mundo que utiliza mais de 90% em seus produtos. São argilas de várias cores, que transformadas em micropartículas podem substituir os corantes sintéticos. “Um blush Bioart, por exemplo, tem mais de 90% de argila, juntamente com tapioca e mica mineral. Um produto 100% tratamento, elasticidade e controle de oleosidade”, destaca a empresária.

Nas noites na Provence, os dias alegres de trabalho também deixavam no rosto as marcas do cansaço. Logo tive a oportunidade de testar a máscara facial de argila Bioart dourada. Minha pele macia e revigorada na manhã seguinte agradecia. A máscara mostrava seu efeito rápido, natural e verdadeiro. Algo que acabava de ganhar lugar cativo no meu ritual de beleza.

Desde agosto de 2015 a Bioart entrou para a lista global da Ecocert França. Um luxo brasileiro que já vem sendo descoberto pelas francesas, holandesas, norueguesas.

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO