Talk Show e desfile da grife Tufi Duek encerram a primeira noite do Donna Fashion

tufi-destaque

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

  • Tufi Duek - Verão 2014

Um bate papo descontraído e um desfile deslumbrante em forma de pocket show. A primeira noite do Donna Fashion Iguatemi foi encerrada em grande estilo. Em uma conversa informal com os convidados do evento, o estilista Eduardo Pombal, à frente da grife Tufi Duek , falou um pouco sobre sua carreira como diretor criativo da marca, sobre seu DNA e sobre sua experiência de doze anos trabalhando ao lado de Tufi.

Com uma essência sensual e marcante, a moda da grife Tufi Duek foi estudada minuciosamente por Eduardo. “Eu trabalhei doze anos ao lado de Tufi, sentindo sua essência, passando pelas fases de criação, viagens de pesquisa, desenvolvimento de temas, fazendo fashion weeks. Eu tive muito mais que um mestrado, mais que um doutorado.  Tive uma pessoa que estava sempre ao meu lado num intensivo, me ensinando, educando meu olhar, me lapidando!”, afirmou o estilista sobre sua experiência ao lado do criador da marca.

Participando do processo criativo desde o nascimento da marca, Eduardo representa muito bem nas coleções o espírito sexy e sofisticado da grife. Com um DNA preciso, a marca foi criada para mulheres de personalidade forte, poderosas, e que prezam por sex appeal e elegância. “A mulher brasileira quer sensualidade. Pelo menos a mulher que vai à minha loja quer isto. Então se eu faço um decote mais comportado elas reclamam que está careta, porque a roupa que eu faço é muito fácil parecer careta, uma roupa chata, ou ela pode se tornar uma roupa vulgar se eu abrir demais o decote ou exagerar nas fendas. Então eu tento dosar bem as coisas, pensando e ouvindo sempre minhas clientes”, afirmou o estilista.

E foi com este clima ousado que Eduardo criou sua coleção verão 2014, apresentada na última semana na passarela da São Paulo Fashion Week e, em versão reduzida, aqui no Donna Fashion.

Inspirado pela obra do artista espanhol Pablo Picasso, Eduardo criou peças minimalistas, com recortes ousados, decotes profundos e formas geométricas precisas. “Decotes e fendas são armas de sedução, mas devem ser dosados e usados da maneira correta, sem grandes exageros, sem grandes arrombos. Isto é que deixa a mulher mais bonita aonde quer que ela vá”, disse o estilista. Franjas, plissados e pregas criavam um efeito gráfico, que veio a ser reforçado pelo grafismo criado pelas cores em blocos. O desfile foi marcado também por assimetrias e sobreposições, como visto nos looks compostos por saias plissadas sobre calças secas e blusas retas. A cartela era composta por muito preto, branco, azul klein e um toque de rosa.

O resultado final foi uma coleção elegante, limpa e muito sensual.

 

 

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.