Vendas do jeans skinny em queda livre

destaque

O jeans skinny surgiu como a tendência da vez em 2007 e desde então tem reinado quase absoluto no guarda-roupas da mulherada. A grande mudança no estilo fez com que as calças bootcuts, que estavam em alta desde os anos 90, fossem aposentadas e ainda trouxe uma infinidade de novos modelos de blusas e calçados para serem combinados com a peça. Muitos estilos diferentes surgiram na moda desde então, mas o jeans justinho nunca mais saiu de cena. É difícil conhecer alguém que não tenha um para chamar de seu, e por alguns anos chegamos a considerá-lo um clássico do guarda-roupa, tão atemporal quanto um tubinho preto.

No entanto, nas últimas temporadas nós vimos outros modelos de calças, como as flares e até mesmo as pantacourts emergirem. Lentamente, está havendo uma mudança também no mercado do jeanswear e a análise da WGSN apontou uma queda de 6.3% no número de jeans skinny lançados no mercado. Enquanto isso, o jeans flare apresentou um aumento na mesma proporção. Observando as passarelas, a empresa afirma que os modelos retos, que ficam mais soltinhos no corpo, tiveram um salto de 93% em relação aos itens apresentados nas coleções anteriores.

1476797548-gettyimages-543099982-master

Entre as marcas que estão por trás dessa mudança, as moderninhas Marques’ Almeida e Vetements dão grande destaque para o denim em suas coleções. No que tange à modelagem, as calças de ambas são mais soltinhas, confortáveis e com cortes que lembram muito os jeans dos anos 80 e 90.

marques almeida  vetements

Marques’ Almeida e Vetements

No exterior, as revistas de moda já vem anunciando há algum tempo a morte do jeans skinny. Para Donna Wallace, editora de acessórios da ELLE, as “jeggings” causaram uma péssima reputação ao jeans, deixando os modelos com muito elastano datados e sem personalidade. Por outro lado, existe uma justificativa comercial bastante razoável por trás de toda essa mudança: quando uma peça em especial passa tantos anos assim sendo considerada um clássico imutável, ela faz com que os consumidores não sintam a necessidade de atualizar seu guarda-roupa. Lembra que já comentamos por aqui sobre a queda que o comércio de moda vem enfrentando no exterior? Alguns especialistas alegam que a nova tendência seja uma manobra da indústria para fazer você comprar mais.

Teorias de conspiração à parte, nós separamos uma galeria com os principais modelos que estão em alta pelas ruas. Você não precisa jogar todo o seu guarda-roupas fora só porque alguém mandou, mas para quem quer variar no look as próximas temporadas prometem modelagens confortáveis e cheias de criatividade.

Por Francieli Hess

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO