Viajando pelas Américas: 3 destinos imperdíveis para os apaixonados por têxteis artesanais

viajando pelas Américas

 

Fora do circuito Londres-Paris-Nova York, os países da América Central e América do Sul despertam cada vez mais desejo nos viajantes. Repletos de história e tradição, eles possuem uma variedade de riquezas culturais que estão apenas esperando para serem descobertas. Inspirados pelo site Design Junkie e pensando nos apaixonados pelo estilo boho ou mesmo aqueles que adoram estudar a história da moda, reunimos uma seleção com 3 destinos onde os métodos tradicionais são passados de geração em geração, criando têxteis únicos e repletos de personalidade.

1. Bolívia – Viajando pelas Américas

viajando pelas américas aaaa
O país que faz fronteira ao norte e ao leste com o Brasil é conhecido pelo seu original padrão Aguayo, um tradicional cobertor de lã dos povos Aymara e Quechua, usado para transportar bebês, crianças e outros itens pequenos, geralmente presos às costas das mulheres. O aguayo nativo é um grande quadrado, feito a partir da lã de lhamas, alpacas ou ovelhas. Ele apresenta listras coloridas intercaladas com losangos e outras imagens de grande valor simbólico.

viajando pelas Américas b

Hoje você pode encontrar aguayos multicoloridos feitos com materiais sintéticos e sua produção é semi-industrial, tornando-os incrivelmente acessíveis. Os melhores são aqueles comprados diretamente com os artesãos, incentivando a manutenção das tradições e garantindo a procedência da peça.

viajando pelas américas

2. Panamá – Viajando pelas Américas

viajando pelas Américas 1ea As Molas panamenhas são uma espécie de estamparia geométrica feita a partir da sobreposição de diversos tecidos coloridos. O trabalho minucioso é feito pelas Kunas, mulheres indígenas que vivem em pequenas ilhas de coral no arquipélago de San Blas ao longo da costa atlântica do Panamá. Após a colonização espanhola, as mulheres Kuna começaram a transferir os desenhos de suas pinturas corporais para os tecidos, como uma maneira de preservar a tradição. Originalmente, utilizavam apenas desenhos geométricos, mas logo as imagens realistas e abstratas de flores, pássaros e outros animais variados também foram adicionadas às Molas. https://youtu.be/xsalP1SQWuc?t=27 De acordo com o Design Junkie, os melhores lugares para comprar Molas na Cidade do Panamá ficam em Balboa, na zona portuária. O primeiro deles é o antigo edifício YMCA, na Calle Balboa, onde há diversos estandes com artesãos vendendo molas, além de outros têxteis e esculturas tradicionais. Ainda na Calle Balboa, fica o Centro Nacional de Artesanías, uma estrutura inteiramente dedicada à venda de itens feitos à mão, com uma série de barraquinhas onde as índias Kuna vendem suas Molas. viajando pelas Américas ea

viajando pelas Américas mola 1

3. Pampas Argentinos – Viajando pelas Américas

viajando pelas Américas d
O país vizinho oferece muito mais do que Buenos Aires e noites regadas à tango. Nos pampas da Argentina, os ponchos protegem os povos gauchos do frio e resistem ao tempo. Desde muito antes da conquista espanhola, os indígenas da Argentina fabricavam têxteis refinados para se vestir. Feitos a partir da lã de lhamas domesticadas, os ponchos artesanais exigem meses de trabalho para
serem finalizados. As cores provêm das tintas vegetais ou minerais da região, sendo as principais o vermelho escuro, marrom, preto, ocre e bege.

viajando pelas Américas c

viajando pelas Américas poncho d

Ponchos da tribo Araucana, século XIX, em exibição na Fundación PROA – Buenos Aires.

Cada poncho é composto por dois quadrados de lã costurados um ao outro, com abertura central para a cabeça. Assim como nos outros têxteis artesanais, cada região tem suas próprias técnicas e padronagens para desenvolver ponchos e, quanto maior a habilidade do artesão, mais perfeita será a trama.
Se uma visita às cidades de Córdoba, Santafé e La Pampa não está na agenda, a Feria de Mataderos é uma boa alternativa para comprar ponchos originais sem sair da capital. O mercado abre todos os domingos e está localizado em Mataderos, no sudoeste da cidade de Buenos Aires. A Feria de Mataderos incorpora a tradição argentina e provavelmente é a melhor maneira de experimentar tudo o que a cultura gaucha tem para oferecer em um só lugar, com bancas repletas de têxteis, artesanatos e peças em couro.

 

Gostou? Clique aqui e leia mais sobre a viagem de Samira Campos para Cartagena, outro destino incrível para os apaixonados por design têxtil.

Escrito por

DEIXE UM COMENTÁRIO