Viajar sozinho é tendência

Viajar Sozinho é tendência

Melhor sozinho do que mal acompanhado. Essa velha máxima pode muito bem traduzir o que vem acontecendo atualmente em termos de tendências de viagens. Uma pesquisa feita em fevereiro pelo trip barômeter, do Trip Advisor, revela que 17% das pessoas sondadas farão viagens sozinhas em 2016. Entre a geração chamada Millenium, formada pelos nascidos depois dos anos 80, a tendência é ainda maior. Segundo a gigante do marketing turístico MMGY, 37% dos sondados buscam viajar sozinhos.

Enquanto isso, blogs para viajantes solitários se multiplicam e nada tem a ver com a situação marital. O que prevalece é o gosto pela experiência. Os internautas que pedem conselhos sobre viagem solitária são cada vez mais numerosos. E a tendência, segundo os especialistas, só tende a crescer em função do desejo de se fazer viagens sabáticas ou dar um tempo entre um emprego e outro.

Viajar Sozinho é tendência

Num site chamado Rent a Local Friend, você pode alugar um amigo local, de acordo com suas afinidades, por 50 euros ao dia. Num convento de luxo transformado em hotel, na Itália, chamado Eremito você pode passar pela experiência comer, rezar, amar com sessões de meditação, almoços silenciosos e cantos gregorianos. Na Noruega o albergue Bed and Book, propõe que você durma no meio de milhares de livros. Imagina isso! Nessa hora entendo o desejo de estar sozinho e não ter ninguém pra interromper.

 

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO