Vitória Moda e o estilo regional

BUPHALLOS

Capixabas são relax, capixabas gostam de estampas florais. Capixabas são mineiros com praia. Gente doce e nada esnobe. Na passarela da oitava edição do Vitória Moda, o que se viu foram roupas despretensiosas para temperaturas que raramente caem de 19 graus. O alto verão criado no Espírito Santo deve colorir o Brasil com muitos looks cropped compostos com saias lápis e vestidos esvoaçantes e transparentes. Menos bordados que Minas. Mais sensual que o Paraná. Menos volumes que São Paulo e com uma certa ginga carioca.

A marca Buphallos do Pólo de confecção de Colatina, fez a platéia vibrar com seu jeans rebordado e looks de estilo country. A coleção da grife Negralinda tem a bossa brejeira das meninas do interior que amam o colorido floral das estampas. Lembram as bonecas namoradeiras que fazem sucesso nas janelas mineiras. Até a estampa de chita aparece graciosa em uma das melhores coleções do evento até agora, a da marca Saia de Chita. Lindos os vestidos de crochê com babados em tecido de algodão e em tons suaves como amarelo e laranja. Surpresa foi a linha resort da Riviera Store, com sua moda praiana cheia de franjas, pingentes e cordões de cetim de seda dando acabamento para saias e túnicas. A cartela de cores é calma e exala tranquilidade em tons de azul. Boas idéias foram colocadas a prova pelos jovens talentos que apresentaram 3 looks cada e também pelo estilista Marcelo Zantti com seus recortes inteligentes e femininos. Em meio à um país em crise e com um mercado da moda recolhido, Vitória persiste com um evento comercial que pretende mostrar o estilo da moda regional para o Brasil.

Escrito por

Uma jornalista de moda que adora mergulhar na profundidade das coisas e que abomina superficialidades. Principalmente quando dizem que a moda é superficial! Ama um bom cashmere, um acessório marcante e um sapato confortável, sem nunca abrir mão da arte e do design.

DEIXE UM COMENTÁRIO